domingo, 20 de junho de 2010

Ser Amargo



Viveu um homenzinho,
Por frustração para sempre azedo,
Uns dizem que era por ser feiinho,
Outros apostavam no degredo,
De um desalmado sem medo,
Infeliz por ser mesquinho,
Invejava a vírgula do vizinho,
Não pontuando seu enredo,
Por tão ávido de ser sozinho,
Fechou sua autoria no segredo,
Apontando a todos o dedo,
Que o descreviam noutro caminho;
Há quem jure tratar-se do rapazinho,
Que desapareceu envolto em bruxedo,
Regressando seco de vazio carinho!

Perdeu-se a Cultura já há muito perdida,
Na destruição da ortografia de uma língua destruída,
Pela compra de polémicas palavras usurárias,
Em morgues de assassinada vírgula incompreendida,
Repouso fúnebre de pontuações ordinárias,
Sentimento oportunista de intenções salafrárias,
Que violaram a emoção para sempre esquecida!

Não tinha Deus,
E a Alma era de ouro infame,
De tão cheio de si ignorava o vexame,
Consciência penhorada no prego dos ateus,
Escorraçado seixo venerado na esfinge de camafeus,
Natureza morta por ortográfico chumbo grosso sem exame!

Ficou-lhe a inveja a seu próprio cargo,
Incumbência assinada no egoísmo de seu ditame,
Autógrafo soberbo nas reticências de um Ser Amargo!

5 comentários:

epee disse...

DiVerso em versos denuncia o caráter oportunista de quem fez da vida uma doce opção em 'Ser Amargo'.
Há almas assim. Que barganham inveja e egoísmo com ouro que reluz mediocridade e se esquecem de que não são eternos. Amarga ilusão, que Krystal em seu anVerso, propõe a reflexão.




|@.

maré disse...

somos amargos nos dicionários que nos atormentam a alma.
qualquer que seja a pontuação, escremos a língua a deixar um travo de sangue no útero da palavra.


um beijo para si

Jaime Latino Ferreira disse...

KrystalDiVerso


António Pina,

Desci
finalmente
a terreiro
sem nenhuma amargura
de corpo inteiro

Diverso
no verso
amplexo
cristal estilhaço
anverso


Um abraço


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 23 de Junho de 2010

poetaeusou . . . disse...

*
A. Pina
amargo na tua amargura,
feita mel,
em favos de verticalidade,
,
aquele abraço, deixo,
,
*

Errol Flyn disse...

Sei que não gostas mas a titulo postumo se conseguisses ler um bocadinho de uma obra qualquer assim como tu escreves és obrigado a gostar menos a sua ideologia politica.Sois iguais em tudo aeé no humor e isso diz tudo,um abraço.