domingo, 7 de dezembro de 2008

Desilusão


O planeta está fraco,
Gasto,
Esquecido!...
O homem está doente,
Doido,
Varrido!...
A mulher,
Louca,
Fruto aborrecido!...
A vida,
Pincelada sem sentido!...
Desilusão!

Emprego é o cabo dos trabalhos,
Sarilhos!...
Tristeza ,
Impotência ,
Não sentir esperança!...
Medo,
Não saber o futuro de uma criança,
Desespero,
Ver os outros,
Nossos filhos,
Pena,
Ver num amigo,
Lágrimas sem brilhos.
Adeus,
Começar de novo sem uma lembrança!
Triste!
Desilusão…

2 comentários:

Epee disse...

Só ao DiVerso. Só ao Krystal. A Desilusão do Poeta é a vida feita de ilusão. Em reverso, diferente não seria.









____@----

Anónimo disse...

Se pelo menos tivessem a dignidade de fazer poemas assim... DiVerso(s).

E depois deles, as palavras, acompanhadas das atitudes.

É! "Pena..."