domingo, 29 de agosto de 2010

(Sopinha de Cebola Solidária) Princípios de Krystal em Fins de Agosto



Mais do que serem meus Poemas também,
São os Poemas revelações de verdades krystalinas,
Envoltas, algumas, na conveniência de densas neblinas,
Que escondem biografias inconvenientes de alguém,
Tão capazes da personagem que mostra, ficar aquém,
Achando que mais vale ser ilusão atrás de cortinas,
A mostrar-se nada do muito que é ser ninguém!

É asfixiante a hipocrisia de Agosto,
Daqueles que são doze Agostos num ano,
Filhos de igual mês e de outro mês germano,
Puros descendentes de si mesmos e seu oposto,
Pais de quem não são e iguais Mães sem rosto,
Assexuados hermafroditas de calor ufano,
Escrito na infernal frigidez do desgosto!

Passou mais um mês de krystal,
Agosto como só ele sabe ser,
Sendo o Agosto imparcial,
De um espaço universal,
Onde a luz do anoitecer,
Começou um claro tecer,
De uma fímbria bestial,
Em bestas de fraco suster,
Tão erróneos em seu limite natural,
Tenazmente apegados a um ridículo pascer,
Só ao alcance dos néscios com predestino original,
Apoiado por iguais meios que igualam um parvo literal,
E assim se constrói um nada de nada no desconjugar do verbo encher!

Estando com desejos de uma sopinha,
Mas não uma qualquer,
Carla, minha Esposa e Mulher,
Sabendo de meu gosto pelo hipócrita mesquinho,
Comoveu minha vontade pedindo com todo o carinho:
-Amor, faz uma sopinha de cebola para esta que tanto te quer?
Pensando nos coitadinhos da vida chorei como um rapazinho,
Lágrimas de cebola, é certo, que eu guardei para dar a quem vier,
Mas venham só os ricos porque, para dar, eu tenho poucochinho,
Restaram as lágrimas da cebola que com a sopa chorei sozinho,
Guardando, para quem não precisar, delas, o sal numa colher!

São estas vossas lágrimas sem causa,
Que alimentais com vossa hipócrita solidariedade,
Secando no útero de vossa menopausa,
E do tesão genital que se foi sem piedade,
Restando o sal das lágrimas de vossa falsidade!

Com a marca de Krystal estampada no rosto,
Estamparam-se mais alguns hipócritas neste mês de Agosto!




3 comentários:

epee disse...

“Princípios de Krystal’
[¹"Agosto, será sempre o Mês de Krystal,
Será DiVerso sem preconceitos,
Será o defeito da virtude natural!"]
‘em Fins de Agosto”, eleito como ["Mês de Krystal"], define a trajetória diVersa de um UniVerso onde a hipocrisia não se cria.

Estilo DiVerso, um poema genuíno. Das ‘lágrimas de crocodilo’ às de ‘cebola’, muitas histórias dentro de uma única história: experiência de vida.

No pincel, entre muitas máscaras que delatam a falsidade, a “marca de Krystal” combina versos que comungam seriedade com honradez na transparência do caráter, ética e dignidade. Princípios legítimos “de verdades Krystalinas” a qualquer mês do ano. De qualquer ano.




!@
Bom domingo, DiVerso, no último de agosto de 2010.

____________________________
¹http://krystaldiverso.blogspot.com/search/label/Defeito%20da%20Virtude

epee disse...

À edição do wallpaper:

Das lágrimas provocadas pelas “Sopinha de Cebola Solidária”, o 'poema-lição' que nos ensina a pensar.

O ‘olhar’ que mora dentro de outros olhos, não vendo ‘através de’, mas ‘ensinando a ver a partir de’ e a ‘chama’ de Krystal, marca registrada de DiVerso, emana um caminho a seguir na opção que começa “entre... Beijos e abraços!”, porque refletir exige esforço e disciplina.




!@
Mais que poemas, lições de vida.

poetaeusou . . . disse...

*
amigo
o Reinado da Hipocrisia,
ultrapassou o mês de Agosto,
infectou os restantes meses, é
Anual e começa a contagiar-me !
,
saudações, sem falsidades!
,
*