sexta-feira, 1 de maio de 2009

Filósofo de Capoeira



Admirável capacidade de autodestruição,
Naquele ovo onde o plebeu é rei;
Discursa, ordena, distorce a lei,
Qual senhor guerreiro esporão,
Contesta a vida, a tudo diz não,
Respondendo ao que sabe,
- Não sei!

Está encrespado na casca da utopia,
Natural condenado a fugaz existência,
Faz de conta que domina a sabedoria,
Ignorando seu vazio total de inteligência!

Morrerá ainda no cu da galinha,
E mesmo que Deus lhe valha,
Já sorte terá se cair na palha!

1 comentário:

epee disse...

Podem nos influenciar, afinal somos flexíveis, ou podem pelo menos tentar.
Difícil é nos proibir que tenhamos fome, sede, frio... proibir que tenhamos sonhos, desejos, vontades. Ou que amemos, uns aos outros e a nós mesmos. Impossível! Só mesmo se tivéssemos lá ficado... bem lá.

Uma vez nascidos, 'fodidos'.




||@
Bom fim de semana, DiVerso.